domingo, 31 de janeiro de 2010

PRECISA-SE DE UM AMIGO.





Não precisa ser homem, basta ser humano, ter sentimentos.


Não é preciso que seja de primeira mão, nem imprescindível, que seja de
segunda mão.


Não é preciso que seja puro, ou todo impuro, mas não deve ser vulgar.


Pode já ter sido enganado ( todos os amigos são enganados).


Deve sentir pena das pessoas tristes e compreender o imenso vazio dos
solitários.


Deve gostar de crianças e lastimar aquelas que não puderam nascer.


Deve amar o próximo e respeitar a dor que todos levam consigo.


Tem que gostar de poesia, dos pássaros, do por do sol e do canto dos
ventos.


E seu principal objetivo de ser o de ser amigo.


Precisa-se de um amigo que faça a vida valer a pena, não porque a vida é
bela, mas por já se ter um amigo.


Precisa-se de um amigo que nos bata no ombro, sorrindo ou chorando, mas
que nos chame de amigo.


Precisa-se de um amigo para ter-se a consciência de que ainda se vive.

Carlos Drummond de Andrade

2 comentários:

Larissa L. disse...

Oi Licia!
Muito obrigada pela visita, segue um passo-a-passo da "escultura", pode acreditar: não tem erro!

- Pegue os rolos de papel higiênico (usei uns 20);
- Amasse para ficar com o formato das folhinhas;
- Corte em fatias (dá +/- umas 5 fatias por rolo);
- Disponha primeiro as folhinhas sobre uma mesa para fazer um desenho legal e quando estiver satisfeita, vai colando com cola branca;
- Pode impermeabilizar com cola branca diluida na água (eu fiz isso).
Espero que goste!
Bj

Simplesmente Luísa disse...

Amigos são uma preciosidade, difícil é encontrá-los, os verdadeiros... Mas vale a pena tentar!!!
Bjos!!!!